Gestão de Portfólio de TICs

img 6

Você já pensou em usar os seus recursos financeiros em informática, ou as chamadas tecnologias de informação e comunicação- TICs, para uso pessoal, ou para sua empresa, organização ou instituição pensando estes recursos como uma aplicação de investimento, e não como gasto?

Se não o fez ainda, é hora de re-orientar seu posicionamento econômico-financeiro!

Da mesma maneira que investidores têm portfólio de investimento financeiro para atingir seus múltiplos objetivos de investimento, as empresas têm portfólios de investimentos em TICs.   Logo, 04 (quatro) diferentes objetivos de gestão guiam os investimentos das empresas em TICs resultando em quatro diferentes classes de ativos: Infraestrutura, Transacional, Informacional e Estratégico. Cada uma destas classes de ativos tem um objetivo diferente e um único perfil de risco-retorno.

De acordo com o Center for Information Systrems Research- CISR do Massachusetts Institute of Technology- MIT, dos EUA, os objetivos destas classes de ativos de TICs são:

1- Ativos de Infraestrutura: para prover serviços compartilhados e integração;

2- Ativos Transacionais: para processar transações e possibilitar aumentos em throughtput (taxa de transferência de dados);

3- Ativos Informacionais: para prover gestão de informação;

4- Ativos Estratégicos: para possibilitar vantagens competitivas.

Mas como identificar estes ativos, e como valorar o retorno sobre este investimento e os riscos associados?  Identificar estes ativos é uma tarefa tanto técnica quanto econômica que pode ser realizada tanto por equipes de negócios quanto por equipes de TICs.  Mas para valorar o retorno e o risco deste investimento é necessária uma metodologia específica.

De modo a estabelecer um método adequado à valoração de ativos intangíveis, tais como os de TICs, a Creativante desenvolveu a equação a seguir, e vem aperfeiçoando as nuances de sua aplicação na realidade prática das empresas.

A equação se baseia no CAPM- Capital Asset Pricing Model (Modelo de Precificação de Ativos de Capital), muito empregado em Finanças para determinar uma apropriada taxa de retorno de um ativo financeiro, se este ativo deve ser adicionado a um já bem diversificado portfólio de ativos, dado o risco não diversificado daquele ativo.

Se você, sua empresa, organização ou instituição desejam saber mais detalhes sobre gestão de portfólio de TICs, para maximizar o retorno dos seus investimentos minimizando riscos, fique a vontade para nos contatar!

fig 06

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados