Como os venture capitalists - VCs (capitalistas de risco) tomam decisões?

09 17Atenção startups e/ou interessados em investimento nos seus negócios! O título desta newsletter é o título de um recente trabalho produzido para o European Corporate Governance Institute – ECGI, publicado na Social Sciences Research Network – SSRN (em agosto de 2016), sobre como os venture capitalists – VCs (capitalistas de risco) nos EUA tomam decisões. 

Paul Gompers (da Harvard Business School e do National Bureau of Economic Research – NBER), Will Gornall (University of British Columbia Sauder School of Business), Steven N. Kaplan (University of Chicago Booth School of Business e NBER), e Ilya A. Strebulaev (Graduate School of Business, Stanford University e NBER) pesquisaram 889 capitalistas de risco em 681 empresas para aprenderem como esses capitalistas tomam decisões em oito áreas: seleção de acordos, seleção de investimento, avaliação, estrutura de acordo, valor adicionado pós-investimento, saída do investimento, organização interna da empresa investida, e relacionamentos com parceiros limitados.

Ao selecionar investimentos, os VCs veem o time de gestão como mais importante que características de negócios relacionadas, tais como produto ou tecnologia.  Eles também atribuem mais a probabilidade de sucesso, ou fracasso, do investimento final ao time, mais que ao negócio.  Enquanto a fonte do acordo, a seleção do acordo, e o valor adicionado pós-investimento todos contribuem para a criação de valor, os VCs consideram seleção de acordo como o mais importante dos três determinantes.  Eles também exploraram (e encontraram) diferenças em práticas ao longo do setor, do estágio, geografia e sucesso passado. 

O sucesso das empresas que receberam suporte dos VCs é consistente com as ações dos VCs que foram efetivadas para gerar valor.  De fato, Kaplan e Stromberg (2001) e Gompers e Lerner (2001) argumentaram que os VCs são particularmente bem sucedidos em resolver um importante problema nas economias de mercado: conectar empreendedores com boas ideias (mas nenhum dinheiro) com investidores que têm dinheiro (mas nenhuma ideia)

A solução, como sugerido na literatura e explorado empiricamente em pesquisas anteriores sobre VCs, envolve o entendimento das ações específicas tomadas pelos VCs para resolver este hiato de financiamento.  Em outras palavras, os VCs são entidades reais do mundo que aproximam investidores na teoria econômica, provendo uma razão adicional para estudá-los.

Um dos achados interessantes deste trabalho diz respeito à viabilidade econômico-financeira dos investimentos dos VCs.  Os autores exploraram as ferramentas e as hipóteses que os VCs utilizam para a valoração das empresas.  A evidência de pesquisas anteriores sobre tomadas de decisões financeiras é mista.  Graham e Harvey (2001) verificaram que os CFOs de grandes companhias geralmente usam análises de fluxos de caixa descontados (DCF- Discounted Cash Flow) para avaliar oportunidades de investimento. Gompers et al. (2014), em contraste, observaram que investidores private equity - PE raramente usam DCF, preferindo a taxa interna de retorno (IRR – Internal Rate of Return) ou múltiplos de capital investido.  A pobreza da informação operacional e a incerteza dos fluxos de caixa futuro tornam as decisões de investimento dos VCs mais difíceis, e menos parecidas com aquelas do contexto ensinado nos currículos de MBA de Finanças.

Dada esta diferença, os autores exploraram a extensão pela qual os VCs empregam métodos comumente ensinados de DCF, ou, ao invés, apoiam-se em métodos diferentes.  Finalmente, eles encontraram pouca evidência de que os VC usam as técnicas do valor presente líquido (Net Present Value - NPV) ou do DCF ensinadas nas escolas de negócios e recomendas pelas finanças acadêmicas.

Estes achados são consistentes com aqueles que o editor desta newsletter vem ensinando na disciplina de Viabilidade Econômico-Financeira de Projetos de Sistemas de Informação, ministrada a convite há quatro anos no Curso de Sistemas de Informação do Centro de Informática da UFPE.

Se sua empresa, organização ou instituição, deseja saber mais sobre tomadas de decisão de investimento, fique a vontade para nos contatar!

 

banner

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados