Digital Economy (Economia Digital)

29 17“A tecnologia digital é a representação da informação em bits. Esta tecnologia reduziu o custo de armazenamento, computação e transmissão de dados. A pesquisa em economia digital examina se e como a tecnologia digital muda a atividade econômica. Nesta revisão, nós enfatizamos a redução em cinco distintos custos econômicos associada com a atividade economia digital: custos de busca, custos de replicação, custos de transporte, custos de rastreamento, e custos de verificação”.

O parágrafo acima é o resumo de um artigo recente publicado por Avi Goldfarb (Ellison Professor of Marketing at the Rotman School of Management, University of Toronto) e Catherine Tucker (Sloan Distinguished Professor of Management Science at MIT Sloan School of Management, Cambridge, Massachusetts) no National Bureau of Economic Research – NBER dos EUA.

Para os autores, entender os efeitos da tecnologia digital não requer teoria econômica fundamentalmente nova.  No entanto, requer uma ênfase diferente. Estudar a economia digital começa com a questão de “o que é diferente?”.  O que é mais fácil fazer quando a informação é representada por bits mais do que átomos? A tecnologia digital frequentemente significa que os custos que podem restringir ações econômicas. Portanto, a economia digital explora como modelos econômicos padronizados mudam à medida que certos custos caem substantivamente e talvez se aproximem de zero. Os autores enfatizam como esta mudança em custos pode ser dividida em cinco tipos: 1) baixar os custos de busca; 2) Baixar os custos de replicação; 3) Baixar os custos de transporte; 4) Baixar os custos de rastreamento; e, 5) Baixar os custos de verificação.

Os custos de busca são menores em ambientes digitais, aumentando o escopo potencial e a qualidade da busca.  Bens digitais podem ser replicados a custo zero, significando que eles são frequentemente não-rivais (não competem entre si). O papel da distância geográfica muda à medida que o custo de transporte para bens digitais e informação é aproximadamente zero.  As tecnologias digitais tornam mais fácil o rastreamento do comportamento de qualquer um indivíduo.  Por último, a verificação digital pode tornar mais fácil para verificar a reputação e a confiabilidade de qualquer um indivíduo, empresa, ou organização na economia digital.  Cada uma destas mudanças em custos se dá em um diferente conjunto de modelos econômicos bem estabelecidos: primariamente, modelos de busca, modelos de bens não-rivais, modelos de discriminação de preços, e modelos de reputação.

Neste artigo revisão, os autores começam com uma breve história da tecnologia digital e a internet.  A partir de então, ele discute cada uma das mudanças em custo associadas com a digitalização.  Em cada seção os autores enfatizam as questões chave que têm dirigido a área e como elas têm evoluído, e as relacionam com políticas onde são cabíveis. Depois de discutir cada uma das mudanças em custo, os autores finalizam discutindo as consequências da digitalização para países, regiões, empresas e indivíduos.

Para o profissional experimentado em Economia, e marcadamente aquele que tem militado por anos na área digital, este texto mostra o quanto se produziu (e em qualidade) desde que a Internet se tornou comercial em meados da década de 90, no século passado.  Para os mais jovens, que estão começando a lidar com os impactos econômicos das tecnologias digitais, o texto representa uma excelente revisão de literatura que aponta para uma série de questões que talvez os mesmos tenham dificuldade em obter “navegando sozinhos” pela web. Sem sombra de dúvidas é um texto que recomendamos fortemente sua leitura!

Se sua empresa, organização ou instituição seja saber mais sobre como as tecnologias digitais estão diminuindo custos na economia, fique a vontade para nos contatar!

 

banner

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados