High Growth Handbook (Manual de Alto Crescimento)

25 18Neste mês de julho tivemos a oportunidade de ver o lançamento de um livro diferenciado, intitulado “High Growth Handbook (Manual de Alto Crescimento)”, escrito por Elad Gil, um empreendedor, executivo, e investidor e conselheiro de várias empresas, tais como Airbnb, Coinbase, Checker, Gusto, Instacart, OpenDoor, Pinterest, Square, Stripe, Wish, e outras, além de ter passado por grandes empresas como Google e McKinsey.

Neste livro, Elad Gil incluiu várias entrevistas com empreendedores com larga experiência de mercado, e de resultados. Apesar de ter trabalhado com algumas das empresas de mais rápido crescimento da história do Vale do Silício, ele reconhece que sua experiência não é exaustiva.

O livro contém, pela numeração, 15 capítulos; mas na realidade ele começa na quinta numeração, com a Introdução, que contempla um item de boas vindas ao manual de alto crescimento, e outro com uma entrevista com Marc Andreessen, criador do Netscape, e hoje um influente capitalista de risco em tem ajudado a investir em algumas das mais importantes empresas de tecnologia dos EUA.

Na sua efetiva numeração, os capítulos que compõem o livro se intitulam:

Capítulo 1 – O Papel do CEO

Capítulo 2- Gerenciando o Conselho de Administração

Capítulo 3 - Recrutando, Contratando e Gerenciando Talento

Capítulo 4 – Construindo o Time Executivo

Capítulo 5- Estrutura Organizacional e Híper-Crescimento

Capítulo 6 – Marketing e Relações Públicas

Capítulo 7 – Gestão de Produto

Capítulo 8 – Financiamento e Valoração

Capítulo 9 – Fusões e Aquisições

Apêndice

O autor começa o livro apontando que muito se tem escrito sobre os estágios iniciais de uma startup de tecnologia, do levantamento de fundos e a busca por um product/market fit até a construção de um time inicial, e saída com Fusão & Aquisição – F&A. Mas o que acontece depois? Segundo ele, muito pouco conselho tático existe sobre como escalar uma empresa de 10 a 20 empregados para milhares.

Os números da sobrevivência das startups explicam esta discrepância. Enquanto milhares de startups são fundadas a cada ano, a maioria morre ou é comprada bem antes que elas atinjam o estágio de alto crescimento (algumas vezes chamado de “hiper-crescimento”, “escalagem”, ou “estouro”). Como resultado, enquanto muitas pessoas têm experiência em começar uma startup, muito poucos experimentam escalar uma.

Assim como há padrões comuns que empresas em estágio inicial seguem, empresas em estágios mais avançados de alto crescimento também enfrentam questões semelhantes de momento em momento.

Toda empresa de alto crescimento eventualmente precisa lidar com o mesmo conjunto de desafios em torno da estrutura organizacional, estágios avançados de levantamento de fundos, cultura, contratação de executivos para os papeis que os fundadores não entendem, comprar outras empresas, e mais. Uma vez que a maioria dos fundadores está lidando com estas questões pela primeira vez (e navegando muitas delas simultaneamente), hiper-crescimento tende a parecer como um estressante rolo-compressor.

Como o autor já passou por experiências em cada estágio do ciclo de uma startup, tanto como operador quanto investidor, ele percebeu que os mesmos padrões aparecem ao longo das empresas de alto crescimento. Sendo assim, ele considera que o livro tem a intenção de ser dolorosamente tático, e de evitar platitudes que as pessoas recebem de investidores que nunca operaram ou escalaram uma empresa.

Eis aí um livro de um profissional com a exata experiência que muitas empresas aspiram, marcadamente aquelas que estão surgindo num ambiente de negócios complexo como é o do Brasil. A Creativante considera que cada um dos capítulos representa um conjunto interdependente de lições extremamente relevante para os desafios que as empresas enfrentam no país, e o recomenda sem hesitação!

Se sua empresa, organização ou instituição deseja saber mais sobre empresas de alto crescimento, fique a vontade para nos contatar!

 

banner

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados