Analítica de Dados Dando Suporte à Inovação

33 19Muito se tem escrito e falado na indústria de TICs sobre Big Data e Analytics. O que só agora é que está ganhando importância é a contribuição da analítica de dados para a inovação.

Em recente artigo, intitulado “Data Analytics Supports Decentralized Innovation”, Lynn Wu, Bowen Lou, e Lorin Hitt, todos da The Wharton School, da University of Pennsylvania, nos EUA, apresentam interessante estudo sobre o papel da analítica de dados para a inovação.

Segundo os autores, a tecnologia de data analytics pode acelerar o processo de inovação ao possibilitar que o conhecimento existente seja identificado, acessado, combinado e empregado para endereçar novos domínios de problemas. No entanto, da mesma forma que em avanços anteriores em tecnologia da informação, a habilidade das empresas em explorar essas oportunidades depende de uma variedade de capital humano e de capacidades organizacionais.

Neste trabalho os autores focam sua análise em investigar se a analítica é mais valiosa em empresas onde a inovação no interior da empresa conta com grupos de inventores descentralizados ou centralizados. A análise se apoia em trabalhos prévios medindo capacidade analítica das empresas usando dados detalhados ao nível dos empregados, e combinam esses dados numa métrica de redes de inventores intra-empresa que revela se a estrutura de inovação de uma empresa é centralizada ou descentralizada.

Através de um painel de 1.864 empresas de capital aberto entre os anos de 1988 a 2013, os autores observaram que as empresas com uma estrutura de inovação descentralizada têm uma demanda maior de habilidades analíticas e recebem maiores benefícios de produtividade das capacidades analíticas, o que é consistente com a complementaridade entre a analítica e a inovação descentralizada.

Os autores também observaram que a analítica ajuda as estruturas descentralizadas a criarem novas combinações e reusos das tecnologias existentes, o que é consistente com a habilidade da analítica de fazer elos do conhecimento ao longo de diversos domínios, e para integrar conhecimento externo para dentro da empresa. Além do mais, o efeito vem primariamente das capacidades analíticas dos empregados não-inventores, em contraposição aos inventores.

Esses resultados mostram que os benefícios da analítica para a inovação dependem das estruturas organizacionais existentes. De forma semelhante ao paradoxo da TI (apontado pelo Prof. Robert Solow, Prêmio Nobel de Economia), os resultados podem ajudar a explicar um contemporâneo paradoxo (o paradoxo da analítica-inovação), ou seja, o da aparente desaceleração na inovação apesar do recente aumento nos investimentos em analítica.

O trabalho aqui brevemente resenhado é de crucial importância para aqueles que de fato acreditam que “data is the new oil”, mas que ainda não conseguiram perceber a verdadeira importância dos dados como vantagem competitiva sustentável. Com essa constatação de que os dados importam para a inovação empresarial, várias portas se abrem para um melhor uso dos dados nas organizações contemporâneas.

Se sua empresa, organização, ou instituição que saber mais sobre analítica de dados para inovar, não hesite em nos contatar!

banner

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados