Digital Finance (Finanças Digitais) (Parte 2)

30 20Na semana passada iniciamos uma discussão sobre o que é Digital Finance (Finanças Digitais), e apontamos que esta nova área do conhecimento está conformada a partir da coexistência de dois ecossistemas: o emergente ecossistema DeFi (contração de Decentralized Finance – Finanças Descentralizadas) e o centralizado ecossistema financeiro tradicional-em-transição. Hoje damos uma breve introdução ao primeiro ecossistema.

DeFi se refere a ativos digitais, contratos digitais, protocolos e decentralized applications (DApps)(aplicações descentralizadas), ou seja, software financeiro desenvolvido a partir da tecnologia blockchain (e de outras derivadas, como as Distributed Ledger Technologies - DLTs), e que teve como estopim o lançamento, em 2008, do Bitcoin, criptomoeda descentralizada.

No livro Financial Services Revolution (Revolução nos Serviços Financeiros), editado em 2020 por Alex Tapscott, a DeFi é apontada como “a democratização das finanças”, e diz respeito à “erradicação de barreiras”. Neste livro a indústria financeira é definida a partir de nove componentes representativos de funções financeiras, como mostrado nas Tabelas 1, 2, e 3 à frente.

Nestas tabelas é possível observar algumas das diversas plataformas digitais que têm surgindo desde 2008, com projetos que vão desde stablecoins (moedas estáveis), passando por decentralized exchanges (instâncias de câmbio descentralizado) e wallets (carteiras digitais) até payment networks (redes de pagamentos), e plataformas de lending (crédito) e insurance (seguros), desenvolvimentos infraestruturais chave, marketplaces, e engenhos de investimento, contribuindo para o florescimento de um verdadeiro ecossistema financeiro descentralizado.

No mesmo livro é perguntado: Esses projetos irão mesmo promover inclusão? A transformação irá verdadeiramente democratizar as finanças ou simplesmente irá consolidar riqueza nas mãos de um novo conjunto de grandes stakeholders de redes de blockchain poderosas, tais como Ethereum e Bitcoin? Como as finanças descentralizadas diferem das finanças abertas?

Uma resposta apresentada é aquela de Collin Myers da Consensys (empresa que oferece soluções na plataforma Ethereum), que colocou uma escala de 0 a 10, onde 0 representa destruição criativa e 10 mudança incremental. Para ele finanças abertas são uma inovação de 9 a 10 – uma melhoria no que nós temos hoje. As finanças descentralizadas são uma inovação de 0 a 1 – criando um sistema financeiro paralelo que irá permitir aos humanos enviar valor e a se organizarem de formas que nunca experimentamos antes.

Ainda é cedo para afirmações mais robustas, mas uma forma de caracterizar o ecossistema DeFi é apresentá-lo como um Lego. Como apontado pela https://defipulse.com, com o Lego você começa com alguns poucos bloquinhos para montar coisas. Depende do usuário como os componentes irão ser juntados para construir algo novo. O mesmo é válido para contratos digitais. Com cada novo projeto, produto, ou serviço lançado na plataforma Ethereum, por exemplo, você tem um ou mais “money lego” em sua coleção. E ao juntá-los aos componentes dos existentes do DeFi, você pode combinar, modificar, ou criar poderosas ferramentas novas financeiras a partir desses “money legos”.

Um caso concreto é o cDAI(*), um perfeito exemplo de money lego em ação. Compound é um serviço de crédito baseado em Ethereum. Quando você oferece DAI para o Compound, você recebe tokens cDAI que representam tanto seus DAI no Compound quanto quaisquer juros que você conquiste emprestando. Como cDAI é um token, você pode enviar, receber, ou mesmo usar cDAI em outros contratos digitais.

Em resumo, se você acredita que o futuro do dinheiro é o dinheiro digital, e que as finanças serão digitais, eis aqui um ecossistema (o DeFi) que está trazendo importantes inovações descentralizadas ao sistema financeiro. Na próxima semana trataremos como o ecossistema tradicional está absorvendo tais inovações!

Se sua empresa, organização ou instituição deseja saber mais sobre Digital Finance, não hesite em nos contatar!

(*) Para definir o cDAI (uma espécie de conta-poupança imediata) é importante entender o que é o DAI. DAI é uma criptomoeda colateralizada/garantida por outras criptomoedas, criada na plataforma de contratos inteligentes MakerDAO (MKR), suportada pelo Ether (ETH)(criptomoeda da plataforma Ethereum), tornada estável porque é atrelada ao valor do dólar americano, na medida de 1:1, ou seja, é uma stablecoin- moeda estável)

 

l31F1

l31F2

l31F3

 

banner

 

Creativante 2017 - Todos os direitos reservados